código Ágil

Agile, Scrum, Extreme Programming , Java e mais

Archive for março \31\UTC 2008

Prioridade e Estimativa

Posted by Luciano Félix em 31 março, 2008

No desenvolvimento de software lidamos frequentemente com dois conceitos: Prioridade e Estimativa, essas duas palavrinhas, muito simples de entender a princípio, são na maioria das vezes mal empregadas durante o planejamento e desenvolvimento de nossos projetos.

Vamos pedir ajuda ao dicionário para falarmos sobre prioridade.

Prioridade.

1 Qualidade ou estado de primeiro; antecedência no tempo. 2 Precedência no tempo ou no lugar; primazia, preferência.

Quando, durante o desenvolvimento de um projeto, perguntamos qual o prioridade dos itens a serem desenvolvidos muitas vezes recebemos como resposta a já conhecida frase, “Tudo é prioridade !!”. O sentido da palavra prioridade está sendo completamente subvertido, se tudo é prioridade então nada é prioridade. Prioridade nesse caso está sendo confundido com importância. Todos os itens do projeto são importantes? Não duvido, porém existem graus de importância que podem ser definidos para os itens do projeto. No planejamento ágil a priorização dos itens é imprescindível. O Scrum por exemplo é bem claro quanto a isso. “O Product Owner é responsável por PRIORIZAR o product backlog”, isso significa definir a ordem em que os itens serão desenvolvidos pela equipe, se essa priorização não for feita, a equipe não saberá onde focar seus esforços e teremos sempre vários itens que estão 90% prontos o tempo todo.

Voltemos ao dicionário para encontrar a definição de Estimativa.

Estimativa.

1 Cálculo aproximado. 2 Avaliação.

Nada é dito sobre adivinhação do futuro, magia negra, etc. Muitas vezes é assim que encaramos nossas estimativas, como se fossem uma certeza, e assim planejamos meses e meses de trabalho em função desses valores e o pior nos agarramos a esse plano como se ele fosse a prova de balas, mas a verdade é que nenhum plano sobrevive a realidade. Por mais que conheçamos as tecnologias empregadas, por mais experiência que tenhamos em projetos semelhantes, por mais técnicas mirabolantes que apliquemos uma estimativa nunca vai passar de um chute. É impossível prevermos todos os acontecimentos que impactam o desenvolvimento do produto e quanto maior o horizonte de tempo do plano, mais improvável que esse chute seja preciso. Precisamos assumir isso como verdade e encontrarmos formas de tornar nossas estimativas mais próximas da realidade. Estimativas relativas, estimar tamanho no lugar de tempo, aplicar a velocidade da equipe, planejar para a incerteza, abraçar a mudança são algumas formas de tornar o processo de estimar menos doloroso e mais realista.

Creative Commons License

Posted in Uncategorized | Etiquetado: , , | Leave a Comment »

Dilbert e o desenvolvimento ágil

Posted by Luciano Félix em 13 março, 2008

Sempre fui fã das histórias do Dilbert. Seu criador, Scott Adams, sabe como ninguém satirizar todas as situações absurdas que enfrentamos em ambientes corporativos. Sempre que encontrar uma tirinha que tenha a ver com tema do blog, vou postar aqui para vocês. Para começar vai uma genial sobre como a maioria das pessoas encara o desenvolvimento ágil.

dilbert-agile-programming.jpg

Posted in Uncategorized | Etiquetado: , | Leave a Comment »

Arsenal do Scrum Master

Posted by Luciano Félix em 5 março, 2008

No seu blog GeoScrum o Chris Spagnuolo publicou um post bem legal sobre ferramentas que o ScrumMaster pode usar, resolvi fazer minha versão focando apenas nas ferramentas conhecidas como low-tech, high-touch.

markers.jpgMarcadores

Marcadores são usados constantemente pelo ScrumMaster durante todas as reuniões principalmente na Sprint Retrospective. Como marcador é uma coisa que some com muita facilidade no ambiente empresarial, sugiro que você tome muito cuidado com os seus.

 

 

flipchart.jpgFlip-charts

Flip-charts também são muito úteis durante as reuniões, podem ser usados como parking lot para coletar dúvidas e tópicos extras em seminários e reuniões. Na Sprint Review pode ser usado para exibir o sprint backlog comprometido e o cumprido e na Sprint Retrospective pode ser usado para criar a timeline da sprint e a área onde a equipe afixará os post-its com os itens a serem discutidos durante a retrospectiva. Usando os flip-charts podemos manter os resultados da Sprint Review e Sprint Retrospective visíveis durante nossa próxima Sprint Planning.

 

post-its.jpg Post-its

Os bons e velhos post-its pode ser usados durante várias etapas do processo. No Sprint planning podem ser usados para registrar as tarefas que compõe cada item de backlog, durante a Sprint as novas tarefas que possam surgir também são registradas em post-its e afixadas ao taskboard e na Sprint Retrospective onde a equipe usa os post-its para levantar todos os itens a serem discutidos.

 

card.jpgCartões de Item de Backlog

Nesses cartões podem ser registrados todos os item de backlog juntamente com seus valores de negócio e as estimativas da equipe, podem ser usados durante o Sprint Planning onde de forma muito simples e interativa o Product Owner e a equipe podem estimar, priorizar e selecionar os itens que farão para da sprint. Uma vez selecionados os cartões podem ser afixados no taskboard para o acompanhamento das tarefas.

 

burndown-chart.jpgTrack Charts

Através dos gráficos de acompanhamento o Scrum Master pode acompanhar o andamento do projeto em vários níveis de detalhe. Existem vários tipos de gráficos de acompanhamento como: Velocity Chart, Task Burndown Chart, Sprint Burndown, Release Plan Chart, Parking Lot, etc.

 

 

 

taskboard.jpgTaskboard

O taskboard é o grande painel onde podem ser colocadas várias informações importantes
para o acompanhamento do projeto. O sprint backlog, os burndown charts, o impediment backlog, etc. Tudo fica sempre visível e disponível para todos os interessados no projeto.

 

 

planningpoker.jpgCartas de Planning Poker

O Planning Poker é uma das formas mais interessantes, rápidas, eficientes e divertidas de estimar os itens do Product Backlog. Podem ser usados pedaços de papel com um número da escala em cada um deles, mas usar essas cartas específicas para a estimativa deixa o processo mais interessante. Se você ainda não experimentou o Planning Poker eu recomendo.

 

 

checklists.jpgScrum Checklists

O Boris Gloger da Sprint-It criou esse pequeno guia com um passo-a-passo para cada uma das reuniões o Scrum. Material resumido e de excelente qualidade que todo ScrumMaster deveria ter na sua mesa de trabalho. Falarei mais sobre o Scrum Checklists no futuro.

 

 

 

Livros

Um ScrumMaster deve estar em constante aprendizado e para isso nada melhor do que livros sobre os assuntos que povoam nosso trabalho. Não deixe de ler os livros do Ken Schwaber, recomendo também os livros do Mike Cohn e outros livros sobre assuntos como, técnicas de engenharia ágil, gestão de pessoas, liderança, etc, não podem faltar na prateleira.

 


Digg!

Creative Commons License

Posted in scrum | Etiquetado: , | 1 Comment »