código Ágil

Agile, Scrum, Extreme Programming , Java e mais

Posts Tagged ‘quickscrum’

QuickScrum – Ferramentas

Posted by Luciano Félix em 27 novembro, 2008

Existem ferramentas para monitoramento do processo ?

Recife – Out/2008

Sim, várias, de todos preços e tamanhos, mas na minha opinião nenhuma é tão boa quanto um simples Taskboard na parede.

Acredito que a grande vantagem do taskboard seja a simplicidade de uso, a velocidade de atualização e a visibilidade das informações a um custo muito, muito baixo. As ferramentas online normalmenterestringem a forma como você vai aplicar as práticas do processo. Algumas o obrigarão a estimar horas para suas tarefas, outras usarão um critério de priorização complicado, etc. ou seja você terá de se adaptar a maioria das ferramentas e não o contrário. Quando você usa otaskboard está completamente livre para fazer as coisas do jeito que achar melhor para o projeto.

Mas se você realmente está convencido que precisa usar alguma ferramenta para gerir a equipe e o processo, procure bastante, pesquise, teste, verifique bem se suas necessidades serão atendidas e só aí faça sua escolha.

O Boris Gloger tem publicado em seu blog algumas avaliações de ferramentas que podem ser lidas aqui.

Posted in Uncategorized | Etiquetado: , | Leave a Comment »

QuickScrum – Entregas

Posted by Luciano Félix em 30 outubro, 2008

Pessoal, estou inagurando uma nova seção aqui no códigoÁgil, o Boris Gloger me deu a idéia de responder, pelo blog, perguntas que surgem durante meus treinamentos de Scrum pela Especializa, assim criei a seção QuickScrum, onde vou tentar responder de forma concisa essas dúvidas, espero que gostem.

O que está pronto no fim da sprint é para ser mostrado ou entregue ao cliente ?

Recife – Out/2008

Na reunião de Sprint Review o trabalho realizado pela equipe é demonstrado para o Product Owner, cliente e outros interessados no projeto. Mas a questão é diferenciar o que é o fim de uma Sprint e um Release. Dizemos sempre que a equipe deve produzir a cada Sprint um incremento de software potencialmente “entregável”, isso quer dizer o que o produto deve estar funcionando corretamente de acordo com as expectativas, mas por diversos motivos esse incremento pode não ser o suficiente para que o produto entre em produção, ou seja, gere um Release.

Gosto de citar o exemplo da indústria de vídeo games. Um jogo de Nintendo Wii, por exemplo, não pode ser lançado no mercado em pequenos pedaços, só faz sentido lançá-lo quando o mesmo estiver completamente pronto, mas isso não quer dizer que o seu desenvolvimento não possa ser feito em iterações de 2-4 semanas, sempre produzindo algo funcional para que o Product Owner possa validar, mesmo que não possa lançar nada ainda. Resumindo, o produto de uma sprint pode ser mostrado e entregue ao cliente, ele deverá decidir se o que recebeu já está maduro o suficiente para entrar em produção.

Posted in Uncategorized | Etiquetado: | Leave a Comment »